Página em branco: Se permita acreditar

By Jubscreusa - 11:39

                                       
Já é tarde, e pelas minhas contas hoje é o terceiro dia oficial de férias. Uma semana atrás eu não via a hora desse dia chegar. De poder parar e pensar no que realmente vai acontecer daqui pra frente, no que realmente eu vou fazer da minha vida. Sabe, em um certo período, as pessoas começam a te falar sobre faculdade, sobre ter um emprego e ser alguém na vida. Eu sempre tive certeza de quem seria e o que iria fazer. Sempre tentei manter minhas notas perfeitas para orgulhar meus pais, e seguir o sonho que na verdade, não era meu. Anos se passaram desde que tiveram essa tal conversa sobre o futuro comigo, e obviamente, eu mudei e minha mente evoluiu junto. E logo quebrei tabus, e barreiras que achava que não eram justas, e abri minha mente para dias melhores, para um mundo melhor. Eu nunca julguei as profissões, ao ponto de achar que uma era melhor que a outra. Eu sempre quis que mesmo que todas não tivessem o mesmo salário, tivessem o mesmo reconhecimento, o reconhecimento que devidamente merecem. Desde pequena, eu falava que faria direito, que seguiria o sonho do meu pai e o caminho que meus primos trilhavam. Mas com o tempo, percebi que não nasci para julgar a inocência de alguém, mesmo que fosse diante da lei. E foi quando percebi para o que tinha talento, e para o que eu nasci pra fazer. 

Eu sempre acreditei em destinos, e acredito profundamente que você nasce destinado a fazer algo. É basicamente como uma predestinação. Você nasce predestinado a algo, e uma hora ou outra você acaba cumprindo o que nasceu para cumprir. Porém, confesso, achar esse caminho não é fácil. Todos os dias eu parava, e perguntava pra Deus se estava fazendo a coisa certa. E de tanto perguntar, ele me deu uma resposta. 

Me disse aquilo que eu sempre dizia pros meus amigos, mas não tomava para mim mesma: faça sua própria história. Eu sempre disse que queria seguir os passos de alguém, mas dentro de mim, eu queria mudar o mundo de uma forma onde a felicidade fosse algo possível, e não demorasse muito para ser conquistada. E foi assim, depois de muitas tentativas, depois de derramar tantas lágrimas, eu segui meu coração e hoje, mesmo com tantas responsabilidades e dor de cabeça (pois a vida nem sempre é um mar de rosas), eu vejo que ta valendo a pena, e em breve terei completa certeza disso. E o que quero dizer, ao final desse desabafo é: todos vão te dizer que você não pode, e que talvez você não deva seguir por aquele caminho, porém, em algum lugar mesmo que não perceptível, estará alguém que te apoia, e acha que você consegue, e esse alguém é nada menos e nada mais que você mesmo.

Se sabe o que quer, e acha que é o certo, não peça opiniões alheias nem se basei só nisso. Abra seu coração, pergunte pra ele, e se ele confirmar mesmo que ainda com um pouco de dúvida, vá em frente com a dúvida mesmo. E se acaso o coração não lhe corresponder, chame a Deus, e deixe que ele cuidará de tudo. Se você errar, não se dê por vencido, tente novamente até conseguir porque afinal, o Sol sempre nasce de novo, e junto com ele vem uma nova chance de encontrar a felicidade. Você pode muito mais do que acha que pode. Acredite nisso. Acredite em sí mesmo, e o infinito não será tão distante.


Feito dia 01/07/2016.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários