28 janeiro 2017

Página em branco: aquele ser que eu chamo de casa


Ouvindo: Bright - Echosmith

Hoje eu acordei com uma mensagem sua de bom dia, e você pode não acreditar mas isso já me fez levantar um sorriso do tamanho do mundo pra ir pegar o metrô. Ao longo do caminho até a estação nos conversávamos sobre a noite, e você me contava tudo que aconteceu na noite passada. Você pode não saber, mas eu amo passar horas só te ouvindo falar sobre o quanto sofreu com a morte de um personagem da sua série favorita, ou quando fala que ajudou alguém a atravessar a rua e se sentiu feliz pelo ato, simples atos seus que me fazem gostar mais de você a cada dia que passa. Eu entro no vagão com the neighborhood explodindo nos ouvidos e uma sensação de paz, e aquela cara de paisagem de sempre. Mas aí eu recebo uma mensagem sua, me perguntando se cheguei bem e pra avisar quando chegar no trabalho, e meu rosto se ilumina de canto a canto. É rapaz, eu nunca soube explicar o efeito que você causa em mim. Gosto de pensar em você, porque nunca me vejo triste. Sempre me pego lembrando de alguma pegadinha que você fez comigo, ou do último abraço que me deu e já me vejo com saudade de tu, do teu ser junto do meu, da nossa alma entrelaçada com um laço pra enfeitar o nó. 

Gosto quando você reclama comigo por causa de algum garoto, e você fica vermelho de ciúmes com um bico do tamanho do mundo. Gosto quando você demonstra mesmo achando que ninguém ta percebendo que você me ama, simplesmente em pequenos gestos. Gosto de quando você chora nos meus braços me mostrando que é frágil como vidro. Gosto de quando eu tô fazendo nada e você me manda aquela mensagem "tô passando aí" e a gente vai pra praia ouvir o som do mar, pra ficar olhando o céu e falando da vida, ou falando do quão barulhenta é a minha vizinha. Gosto do fato de em tão pouco tempo o significado do teu nome já ser casa no meu dicionário. Gosto do sorriso bobo que você dá quando te elogio, ou quando apareço de surpresa pra te ver e você corre pra me abraçar. De quando eu choro e você me protege, me fazendo sentir que nada vai me atingir ou me machucar, quando você se torna minha fortaleza. Gosto do jeito que nosso beijo se encaixa, como peças de um quebra-cabeça difícil de montar. Gosto das suas camisas do batman que sempre combinam com as minhas, ou do fato de eu amar usar as suas como camisola. Gosto das cores dos nossos all stars combinarem como aquela música do Nando Reis que se tornou nossa trilha sonora favorita.

Eu não gosto de depender das pessoas, nunca gostei e você sabe melhor que ninguém disso, mas eu amo depender de ti pra tudo, de ser a tua criança em alguns momentos, de ser a parte de você que você jamais se cansa. Gosto de ser tua melhor amiga, o diário a quem você confia os segredos mais íntimos. Gosto de ser aquilo que tu chama de paz, de felicidade. O fato de eu ser como a noite, e parecer nublada sempre, e tu ser o dia sempre brilhando, faz a gente ser a metade um do outro. Que metade da laranja o que, somos um bem casado. Somos como ying e yang. Tu é a luz dos meus dias mais escuros. E sempre quando eu estou prestes a desabar, você vem e me sustenta, me faz necessária e eu sei que posso continuar. A cada dia contigo eu aprendo a ser mais minha. Aprendo mais comigo mesma e de fato, meu amor por ti só faz aumentar, como riso de criança em dia de festa. Lembro de uma vez quando passava em uma rua e dei um trocado pra um mendigo que se encontrava lá, e ele me disse 'o moço que tiver teu coração senhorita, será um homem de sorte' mas mal sabia eu, que teria mais sorte ainda ao te encontrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo