18 fevereiro 2017

Página em branco: Saudade das palavras


Hoje me bateu uma saudade. Uma diferente das muitas que vieram a habitar meu coração nos últimos meses. Senti saudade das palavras. É meio estranho de se ler desse jeito, e de até imaginar uma saudade de algo que não é concreto. E talvez seja isso mesmo que eu precise nos últimos dias. 

Sinto falta do jeito que as palavras se encaixam e dão um significado bonito a todo sentimento preso dentro de mim. Sinto falta do jeito que elas correm pela minha cabeça escorregando pelos dedos e sendo levadas pela caneta no papel. Sinto falta do jeito que elas aparecem no momento propício e dão cor a tudo aquilo que nem cinza é. Sinto falta do jeito que elas desabafam milhares de agonias no peito, aquilo que as vezes eu não consigo explicar nem com atos. Sinto falta do jeito estranhamente familiar com que elas me encontram e juntos, fazemos uma dupla perfeita. Nesses últimos dias elas não tem vindo bater cartão no meu coração. Tem sumido e todo dia as procuro de porta em porta com o coração transbordando de histórias, loucas para serem sentidas. As procuro nas vielas e nos sorrisos alheios mas a muito tempo não as vejo. 

Hoje as palavras são como parentes distantes que vem algumas vezes ao ano só pra não ficar uma situação chata. Nesses últimos dias minha alma ficou triste, e sem saber o que falar ou como agir sem a presença delas, eu me vi só. Sem amor, sem som, sem sentimento e até mesmo sem sentido. Me vi presa a um universo onde não tenho ânimo pra discutir, opinar e muito menos transbordar emoção. Então se você as vir por aí seja lá onde for diga que as procuro e que preciso delas mais do que qualquer comida no mundo. Dê meu telefone, porque ansiosamente esperarei, pelo dia em que a vida vai voltar a ter coerência sentimental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo