04 abril 2017

Página em Branco: Talvez, Adeus


Ouvindo: Ho Hey - The Lumineers

Hoje eu libertei uma parte de mim. Uma que vinha me incomodando a dias e pedindo pra ir embora. Engraçado te ver no outro lado da rua e não correr pro teu abraço. Engraçado de uma hora pra outra me perder na quantidade de leite que eu boto no café porque você que contava quantas colheres eu colocava. Acordei de manhã e não vi teu chinelo do lado do meu, confesso que foi difícil me acostumar quando não vi mais a tua escova de dente junto da minha, nem as tuas camisetas que eu usava de camisola dentro do guarda roupa. Nosso término não foi algo triste, na verdade, algo bom até. Aproveitamos o que deu, e guardamos boas memórias de dias leves, na presença de alguém que pra nós, significava o mundo. 

Sinto falta de uma pessoa que me entendesse mais do que eu mesma. De alguém que compreendesse o mundo e a vida de uma forma tão linda que chegava a ser poética. Admito pra ti, que a vida era mais leve quando eu tinha você pra dividir o peso do meu dia a dia, agora, levar tudo sozinha parece uma tormenta que não acaba. Mas você me ensinou que tudo passa, e assim como o tempo, isso também vai passar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo